Impactos

Ao descartar as lâmpadas fluorescentes sem o devido tratamento, contaminam o solo, o ar, e o lençol freático, atingindo as cadeias alimentares, conforme NBR 10004. Apenas uma lâmpada descartada de forma irregular é capaz de contaminar até 20.000 litros de água potável.
As lâmpadas fluorescentes quando rompidas liberam vapor de mercúrio, e ao ser inalado pelo homem, causam irritação a pele, aos olhos e ao aparelho respiratório. Em concentrações mais elevadas provocam distúrbios no sistema nervoso central.

Reportagem sobre reciclagem de lâmpadas fluorescentes.

Legislação

A política Nacional de Resíduos sólidos Lei n° 12.305 de 02 de Agosto de 2010 Art. 33 linha V e VI, dispõe sobre os princípios, objetivos e instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas a gestão integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos, incluindo os perigos, às responsabilidades dos geradores e do poder público e aos instrumentos econômicos aplicáveis. Saiba Mais.

Tratamento

O processo de tratamento consiste na descaracterização das lâmpadas, recuperando o mercúrio e o fósforo, tornando-os inertes ao meio ambiente, reaproveitando os recicláveis e contribuindo assim com a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Exibição do triturador e descontaminador de lâmpadas.

(71) 3301-7446

Alguns Clientes


Olá!

Como deseja entrar em contato?